PME Sustentável

 

Projeto Cofinanciado por:

 

Entidade:
APEE – Associação Portuguesa de Ética Empresarial

Designação:
PME SUSTENTÁVEL  Site do Projeto

Objetivo:
O PME SUSTENTÁVEL Visa capacitar as PME sediadas a Centro e Norte para dar resposta aos desafios decorrentes da Diretiva 2014/95/UE enquanto fornecedoras/parceiras de Grandes Empresas, potenciando a economia verde e uma utilização mais eficiente dos recursos naturais.

Ficha Técnica:

Promotor Líder:
APEE – Associação Portuguesa de Ética Empresarial

Copromotores:
ISEP - Instituto Superior de Engenharia do Porto; CAPITÓLIO – Organização Não Governamental para o Desenvolvimento

Investimento Elegível: 318.246,50 Euros

Incentivo Não Reembolsável: 270.509,53 Euros

Início do Projeto: 12-09-2016 | Duração: 24 meses

MOVE PME - Modernizar, Optimizar, Valorizar Empresas

 

O Projecto MOVE PME - Modernizar, Optimizar, Valorizar Empresas tem por objetivo conduzir e apoiar as PME a atingir padrões de desempenho mais competitivos, recorrendo para o efeito a uma metodologia diversificada e ativa de Formação Teórica e Consultoria, concorrentes para a mesma finalidade, visando a promoção de intervenções concertadas e integradas, que atuem, simultaneamente, sobre a melhoria de processos de gestão das empresas, sobre o reforço das qualificações dos seus empresários, quadros e trabalhadores.

ENQUADRAMENTO

Tipologia 3.1.1 Projectos de Formação-Ação para PME
Financiado a 100% pelo POPH - Programa Operacional Potencial Humano
- AIP-CCI - Organismo Intermédio
- APEE - Entidade Beneficiária

DESTINATÁRIOS

Pequenas e Médias Empresas
- com mais de 10 e igual ou inferior a 100 trabalhadores (Conforme recomendação da Comissão Europeia n.º 361/2003 de 6 de Maio).
- que nunca tenham participado numa intervenção de Formação-Ação ou cuja participação numa intervenção de Formação-Ação tenha sido concluída há mais de 3 anos.
- que evidenciem ter a situação regularizada perante a Segurança Social e Fazenda Pública.
- o apoio público ao abrigo da presente Tipologia de Intervenção não pode exceder o montante total dos auxílios de minimis.

Cronograma - Maio de 2014 a Dezembro 2014

 ÁREA GESTÃO ESTRATÉGICA E OPERACIONAL

Dotar os colaboradores-chave de conhecimentos e competências nos domínios da Gestão Estratégica e Operacional.
Apoiar as empresas a determinarem o seu posicionamento atual e futuro, e a lidarem com a envolvente de uma forma pró-ativa, antecipando os impactos das mutações externas (emergência de novos mercados, níveis concorrenciais crescentes, alterações legais, tecnológicas e demográficas) na sua organização, definindo prioridades de atuação e planos de Ação, face aos recursos detidos.

Neste sentido, no âmbito deste projeto é possível apoiar as PME que pretendam iniciar ou desenvolver a atividade exportadora, em todas as fases do processo: - diagnóstico, qualificação dos Recursos Humanos, elaboração do plano de exportação e sua implementação, ou até mesmo conceber, implementar e monitorizar nas PME, Sistemas de Gestão da Qualidade (ISO 9001) ou Sistemas de Gestão Ambiental (ISO 14001) ou Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho (OHSAS 18001) ou Sistemas de Segurança Alimentar (ISO 22000).

METODOLOGIA DE INTERVENÇÃO

O modelo de intervenção proposto encontra-se suportado em 3 Etapas fundamentais de desenvolvimento:
- Diagnóstico e Definição do Plano de Ação
- Implementação e Acompanhamento do Plano de Ação
- Avaliação dos Resultados

 

 

 MODELO DE INTERVENÇÃO DESTINADO A PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

Tipos de Intervenção

Designação da Ação

Duração Ação (H)

Nº Formandos
/Empresa

Nº Total de Ações e Interv. por Sub-Projeto

Nº Total de Formandos por
Sub-Projeto

Nº Total horas de Monitoragem e Consultoria por
Sub-Projeto

Consultoria

Diagnóstico e Definição do Plano de Ação

21

N/A

13

N/A

273

Ação de Formação
Teórica

Formação Empresários ou Dirigentes

75

1

1

13

75

Ação de Formação
Teórica

Formação no domínio de Intervenção do Projeto / outro Domínio relevante

50

7

13

91

650

Ação de Formação
Teórica

Sensibilização Projeto Melhoria
Trabalhadores

7

20

26

260

182

Consultoria

Apoio Implementação do Plano de Ação

80

N/A

13

N/A

1040

Workshop
teórico prático

Análise Crítica da Evolução do Projeto

7

1

1

13

7

Consultoria

Avaliação das Melhorias Implementadas

14

N/A

13

N/A

182

Workshop
teórico prático

Balanço Final do Projeto

7

1

1

13

7

Totais

261

30

81

390

2.416

Legenda
N/A - Não Aplicável

CRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE DAS EMPRESAS DESTINATÁRIAS

- PME de 10 até 100 trabalhadores (de acordo c/ a recomendação da Comissão Europeia nº 361/2003 de 6 de Maio)
- Ausência de dívidas à Segurança Social e Fazenda Pública
- "Auxilius de Minimis" - Apoios públicos auferidos diretamente pela empresa nos 3 últimos anos
- As Empresas só podem ser selecionadas para uma nova intervenção de Formação-Ação, decorridos pelo menos três anos da data de conclusão da sua participação em outras intervenções

ADESÃO AO PROJECTO

As PME poderão formalizar a adesão ao Projeto dirigindo-se à APEE – Associação Portuguesa de Ética Empresarial, enviando a ficha de inscrição de pré-seleção de empresa e a seguinte documentação:

Cópia do Relatório Único | IES de 2012 | Modelo 22 de 2012 | Certidão de situação tributária regularizada perante a Fazenda Pública | Certidão de situação contributiva regularizada perante a Segurança Social | Certificado PME (a obter no site do IAPMEI)

 

Diálogo Social e Igualdade nas Empresas

A Igualdade de Género significa a igual visibilidade, poder e participação de homens e de mulheres em todas as esferas da vida pública e privada. O princípio da igualdade de género ao nível do trabalho e de emprego pressupõe o direito de igual acesso ao trabalho, ao emprego, à formação profissional e à progressão na carreira; a garantia de igualdade salarial entre os dois géneros; a eliminação da segregação do mercado de trabalho; a participação equilibrada de homens e de mulheres na vida profissional e na vida familiar.

O projeto Diálogo Social e Igualdade nas Empresas resulta de uma parceria de desenvolvimento entre entidades da Administração do Estado (CITE e IAPMEI), parceiros sociais (UGT, CGTP-IN e CPP) e organizações de consultoria, de investigação e académicas, como a APEE, CESIS e ISCTE.

O projeto surge integrado na Iniciativa Comunitária EQUAL que tem como principal linha de acção o desenvolvimento de produtos para Empresas nos domínios da Igualdade de Género, da Conciliação entre Vida Profissional, Pessoal e Familiar e da Protecção da Maternidade e da Paternidade, potenciando uma mudança de atitudes e de práticas em matéria de igualdade entre mulheres e homens. O projecto tem um carácter inovador essencialmente pela sua metodologia participativa, actuando directamente com as empresas, incentivando a partilha de experiências inter e intra-empresas e o diálogo social. Este projecto trabalha com e para as empresas.

Os objetivos deste projeto são três: primeiro, o apoio às empresas na promoção de boas práticas em matéria da Igualdade e da não discriminação entre mulheres e homens, da conciliação entre a vida profissional, familiar e privada, e da protecção na maternidade e paternidade; em segundo lugar, o reforço dos mecanismos de encorajamento, reconhecimento, acompanhamento, divulgação de práticas promotoras da igualdade entre mulheres e homens e, por fim, a consolidação da dimensão da igualdade de género no quadro da responsabilidade social que cada vez mais as empresas assumem na sociedade em que se inserem.

6º Sentido - Assessoria

mais artigos...

Mercado Virtual

0

Aequalitate

O projeto Aequalitate é promovido pela APEE e foi aprovado no âmbito do POPH (Programa Operacional do Potencial Humano) pela CIG (Comissão para a Igualdade de Género) enquanto Organismo Intermédio e que está integrado no domínio da intervenção Responsabilidade Social | Igualdade de Género.

O projeto Aequalitate visa a promoção da adoção de boas práticas de Igualdade de Género através da conceção e implementação de Planos de Igualdade que impulsionem e reforcem a perspetiva de Género nos Valores, Políticas e Objetivos Estratégicos das Empresas aderentes, contribuindo para a prossecução de acréscimos aos seus níveis de produtividade interna e competitividade.

O Projecto destina-se a 15 Empresas prioritariamente de Pequena e Média dimensão (PME’s), sedeadas na Região Norte do País.

São quatro as principais ações a desenvolver:

  • Diagnóstico à Igualdade de Género nas Empresas

Este diagnóstico funcionará como um instrumento de gestão e integra três dimensões fundamentais para a identificação da situação atual das Empresas aderentes: o planeamento estratégico, a gestão de recursos humanos e a comunicação. A identificação dos pontos fortes e áreas de melhoria permitirá o desenvolvimento de um plano de ação neste âmbito, concretizado no Plano para a Igualdade.

  • Consultoria individualizada

Serão desenvolvidos programas de consultoria individualizada às Empresas aderentes com o objetivo de desenvolver um plano de atuação com medidas e ações destinadas a promover a Igualdade de Género nos vários domínios da gestão empresarial.

  • Plano para a Igualdade de Género

A elaboração deste plano pressupõe a definição de objetivos, medidas e ações, responsabilidades, recursos humanos e financeiros, indicadores de progresso, indicadores de resultados e a respetiva calendarização, visando a implementação de pelo menos duas medidas integradas no Plano para a Igualdade de Género de cada uma das Empresas aderentes.

  • Disseminação e Workshop Final

A disseminação visa a transmissão de boas práticas de gestão no domínio da Igualdade de Género contribuindo para o enraizamento das mesmas na cultura da Empresas, melhorando deste modo o seu posicionamento competitivo no mercado e na Sociedade em geral.

Conheça melhor o Aequalitate aqui.

Documentos para Download

Folheto de Divulgação

Projectos

A APEE tem vindo a desenvolver, desde o início da sua atividade, projetos nas mais variadas áreas. Umas das suas áreas de atuação é a responsabilidade social, com projetos como o PME Social e o Práticas RS, que se destinam a desenvolver e implementar junto de PMEs boas práticas de responsabilidade social.

Além da área da responsabilidade social, a APEE também desenvolveu projetos nas áreas da igualdade de género, de que são exemplos o projeto Aequalitate e Diálogo Social e Igualdade nas Empresas, empreendedorismo feminino, através do projeto 6º sentido.

A APEE realizou o projeto PME Sustentável, que visa capacitar as PME sediadas a Centro e Norte para dar resposta aos desafios decorrentes da Diretiva 2014/95/UE enquanto fornecedoras/parceiras de Grandes Empresas, potenciando a economia verde e uma utilização mais eficiente dos recursos naturais.

 

pme social

O projeto PME Social teve origem numa parceria entre a Associação Portuguesa de Ética Empresarial (APEE), a Associação Industrial do Distrito de Aveiro (AIDA) e a Associação Nacional das Empresas Metalúrgicas e Eletromecânicas (ANEMM). Teve como destinatárias 30 pequenas e médias empresas sediadas nas regiões do Alentejo, Centro ou Norte.

O projeto PME Social teve como objetivos sensibilizar e incentivar as PMEs a assumir uma postura social, ambiental e energética mais responsável, adotando e evidenciando medidas e estratégias de atuação mais eficientes e sustentáveis, que contribuíssem para a sustentabilidade da organização e da sociedade.

Verificamos que as empresas que procuram ser socialmente responsáveis comprometem-se em gerir os impactes decorrentes das suas decisões, actividades e produtos, positivos ou negativos, promovendo a criação de valor económico e social. Procuram também atingir um alinhamento com os princípios da sustentabilidade, a contínua procura e incorporação de melhores práticas de governação do negócio, o diálogo e a cooperação com as suas partes interessadas, numa perspetiva da busca do bem comum.

O projeto incidiu principalmente sobre os domínios da Energia, Ambiente e Responsabilidade Social, tendo sido financiado pelo Sistema de Apoio a Ações Coletivas, SIAC.

Documentos para Download

Guia de Boas Práticas de Responsabilidade Social

Qualificação de PME - Programa Formação-Ação

Este Programa permite desenvolver competências na sua equipa orientados para melhorar o desempenho do negócio e atuar sobre as áreas estratégicas da empresa que influenciam os resultados. Através de uma intervenção de consultoria especializada e ações de formação e ajustadas à realidade da sua empresa, poderá diferenciar-se no mercado e melhorar a sua competitividade.

Projeto DINAMIZAR

O que é o Projeto DINAMIZAR?

O Projeto Dinamizar incide sobre os fatores imateriais de competitividade das pequenas e médias empresas de Comércio e Serviços, especificamente no que se relaciona com as competências dos ativos e com aspetos comerciais e de organização interna.

O projeto decorre nas zonas do Norte, Centro e Alentejo.

São destinatárias do Projeto Dinamizar, as pequenas e médias empresas de Comércio e Serviços, com número de trabalhadores igual ou inferior a 100.

Podem participar empresas de outras áreas de atividade desde que a intervenção incida sobre a área/departamento comercial. Empresas que participaram em anteriores edições são elegíveis.

O Projeto prevê intervenções de Consultoria e Formação especializada para trabalhadores e empresários, após a realização de um Diagnóstico e elaboração do Plano de Ação adaptados às necessidades de cada empresa.

Financiamento: O apoio a conceder tem a contribuição de 90% do Fundo Social Europeu, sendo a comparticipação da empresa limitada a apenas 10%.

áreas de intervenção do projeto: 

A empresa poderá selecionar uma ou mais, das seguintes áreas de intervenção:

  • Desempenho Organizacional e Recursos Humanos: Melhorar os níveis de qualificação e de desempenho organizacional das PME do Comércio e Serviços.
  • Qualidade: Preparação das PME do comércio e serviços para obtenção do sistema de reconhecimento da qualidade desenvolvido no âmbito do subsistema português da qualidade e ajustado às especificidades deste segmento de empresas.
  • Internacionalização: Preparação das PME do Comércio e Serviços para o desenvolvimento do processo de internacionalização.

vantagens para as empresas:

  • Elaboração de um diagnóstico individualizado e um plano de ação ajustado à realidade da empresa;
  • Apoio na execução do plano de ação focado nas áreas de Desempenho Organizacional e de Recursos Humanos, Qualidade e Internacionalização;
  • Consultoria individualizada realizada na empresa;
  • Formação ajustada às necessidades da empresa para gestores e colaboradores;

como participar?

Se gostaria de participar neste programa de formação e consultoria especializada por favor envie um e-mail para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. manifestando o seu interesse ou solicite mais informações através do telefone: 213 156 734.

A data limite de inscrição é 8 de fevereiro de 2016.

PDF da brochura para download.

 

Pesquisar

with passion by softag